A web móvel assume o controle

Existe uma previsão de que, muito em breve, o uso da internet através de dispositivos móveis irá ultrapassar o uso da internet através de computadores desktop. Quase todos os dias surgem vários relatórios ou pesquisas, cada um apresentando estatísticas e previsões para o futuro.

Conhecer esses dados pode ajudar na tomada de decisões, tanto na hora de criar uma estratégia mobile para a sua empresa quanto na hora de desenvolver um novo produto digital, que será voltado para os dispositivos móveis, como um site mobile (responsivo ou dedicado) ou um aplicativo.

O infográfico The takeover of the mobile web, por exemplo, mostra porque é provável que a internet mobile ultrapasse a internet desktop até 2015. Além disso, o infográfico também avalia se o computador desktop está prestes a se tornar um device rumo à extinção. Abaixo, você pode ver um resumo desses dados.

ESTATÍSTICAS GERAIS

  • Desde 2011, mais de 45% da população mundial estava coberta por 36 redes móveis.
  • Em maio de 2012, 10,11% dos page-views dos sites foram realizados a partir de dispositivos móveis.
  • Um terço dos norte-americanos adultos possuem smartphones. Esse número tende a aumentar cada vez mais ao longo do tempo.
  • Em 2012, 1 em cada 6 pessoas tinha a intenção de comprar um tablet.
  • Países em desenvolvimento como como Egito, India e África do Sul possuem, respectivamente, 70%, 59% e 57% de usuários exclusivamente mobile (que nunca, ou raramente, usam computadores desktop ou notebooks para acessar a web), enquanto essa porcentagem nos EUA é de 25%.
  • Entre os novos usuários de tablets, 40% o utilizam para acessar notícias, 48% o utilizam para ouvir música, 48% o utilizam para acessar redes sociais e 67% o utilizam para acessar a internet.
  • As redes sociais representam um enorme papel na expansão da internet móvel: em junho de 2012, o Facebook registrou 543 milhões de usuários ativos por mês nos seus aplicativos mobile.
  • Durante a CES 2011, o Twitter declarou que 40% dos seus posts eram realizados através de dispositivos móveis (como isso já faz mais de 2 anos, provavelmente, esse número já aumentou).
  • A AOL demorou 9 anos para atingir 1.000.000 de usuários. O Facebook demorou 9 meses para atingir a mesma marca. O aplicativo Draw Something demorou 9 dias.
  • O aplicativo Instagram foi lançado em 2011. Um ano depois, possuía 13 empregados e 25 milhões de usuários.

AUMENTO DE USO

  • A busca em dispositivos móveis cresceu 500% de novembro de 2010 até novembro de 2012.
  • O uso médio de smartphones triplicou em 2011.
  • A quantidade média de tráfego gerado por smartphones em 2011 era de 150 Mb por mês, enquanto em 2010 a quantidade média era de 55 Mb por mês.
  • A velocidade média de downstream das redes mobile aumentou mais de 66% (de 189 Kpbs em 2010 para 315 Kbps em 2011).
  • A velocidade média de conexão das redes mobile aumentou mais de 39% (968 Kbps em 2010 para 1.344 Kbps em 2011).
  • Em 2011, o tráfego mobile foi 8 vezes maior do que o tamanho de toda a internet global em 2000.
  • O tráfego mobile em 2011 foi 8 vezes maior do que o tráfego mobile em 2010.
  • O tráfego mobile mais que dobrou de 2011 para 2012 (indo de 0,6 exabytes por mês para 1,3 exabytes por mês).

E-COMMERCE MÓVEL

  • Entre os usuários de smartphones, 29% o utilizam para fazer compras – 78% dos usuários de smartphone dos EUA relatam que utilizam o dispositivo em lojas.
  • Entre os usuários de tablet, 24% o utilizam para fazer compras de 2 a 3 vezes por mês, 20% o utilizam para fazer compras mais de uma vez por semana e 12% o utilizam para fazer compras todos os dias.
  • Mais de 50% dos usuários mobile retornam aos sites de compras.

INTERNET MÓVEL vs. INTERNET DESKTOP

  • Em 2012, o número de vendas de smartphones e tablets superou o número de vendas de PCs.
  • Em 1 ano, as vendas de PC tiveram um declínio (significativo) de 5 milhões de unidades durante o segundo trimestre: no Q2 de 2011 foram em torno de 75 milhões, enquanto no Q2 de 2010 eram de 80 milhões.
  • Em 2010, a Google se tornou a primeira empresa mobile-first, ou seja, tudo que eles desenvolvem é testado primeiro em dispositivos móveis.

ESTIMATIVAS PARA O FUTURO

  • Estima-se que o tráfego mobile global cresça para 10,8 exabytes por mês em 2016.
  • Os tablets irão ultrapassar os 10% do tráfego mobile global em 2016.
  • O smartphone médio irá gerar 2,6 Gb de tráfego mensal em 2016.
  • Em 2016, a Ásia e a Europa Ocidental irão representar mais da metade do tráfego mobile (estima-se que a porcentagem será de 62,57%). Esse aumento irá representar um share crescente do tráfego mobile de 15% em 2011 para 19% em 2016.
  • Espera-se que os pagamentos através de dispositivos móveis sejam quadruplicados nos próximos 5 anos.
  • Estima-se que, entre 2010 e 2015, o número de usuários de internet móvel nos EUA irá aumentar 16,6% enquanto, gradualmente, o número de usuários de PCs irá diminuir. O Japão e a Europa Ocidental não estarão muito atrás desses números.
  • Estima-se que, em 2015, as vendas de desktops represente apenas 18% das vendas de dispositivos computadorizados.
  • O número de usuários de internet ao redor do mundo irá crescer de 2 bilhões em 2010 para 2,7 bilhões em 2015. Isso significa que 40% da população mundial terá acesso à rede mundial de computadores.

Além dos dados do infográfico The takeover of the mobile web, apresentados acima, há também o relatório The Cisco Visual Networking Index (VNI) global mobile data traffic forecast update, que mostra um panorama do tráfego mobile em 2012 e as previsões daqui a 5 anos. Abaixo, você pode ver um resumo desse relatório.

UM PANORAMA DAS REDES MOBILE EM 2012

  • O tráfego de dados mobile cresceu 70% em 2012, alcançando 885 petabytes por mês no final do ano (enquanto era de 520 petabytes no mesmo período do ano anterior).
  • Em 2012, o tráfego de dados mobile foi 12 vezes maior do que o tamanho de toda a internet em 2000.
  • Pela primeira vez, o tráfego mobile de vídeos ultrapassou a marca de 51%.
  • As velocidades de conexão das redes mobile mais do que dobraram em 2012: a velocidade média de downstream atingiu 526 Kbps contra os 248 Kbps em 2011 (vale ressaltar que segundo o infográfico The takeover of the mobile web, a velocidade média de downstream em 2011 foi de 315 Kbps).
  • Em 2012, as conexões 4G geraram um tráfego 19 vezes maior do que os demais tipos de conexões. Apesar do 4G representar apenas 0,9% das conexões mobile, a tecnologia é responsável por 14% desse tráfego.
  • A média de uso de smartphones cresceu 81% em 2012. A quantidade média de tráfego gerado por esses dispositivos foi de 342 Mb em 2012 contra 189 Mb em 2011.
  • Apesar dos smartphones serem apenas 18% dos dispositivos de mão utilizados em 2012, eles representaram 92% do tráfego (gerando um volume 50 vezes maior do que um aparelho de telefone celular típico).
  • Em 2012, os tablets geraram um volume de tráfego 2,4 maior do que a média de tráfego dos smartphones. O tráfego por tablet foi de 820 Mb por mês, enquanto o tráfego por por smartphones foi de 342 Mb por mês.
  • O uso de aparelhos de telefone celular (que não são smartphones) aumentou 35% em 2012. Os aparelhos básicos ainda são a grande maioria dos dispositivos de mão conectados, representando 82% do total.

PREVISÕES PARA O FUTURO DO TRÁFEGO MOBILE (ATÉ 2017)

  • Em função do aumento do uso de smartphones, os dispositivos de mão irão ultrapassar 50% do tráfego mobile em 2013.
  • No final de 2013, o número de dispositivos mobile conectados irá superar o número de pessoas na Terra. Em 2017, estima-se algo em torno de 1,4 dispositivos móveis por pessoa. Serão mais de 10 bilhões de dispositivos móveis conectados em 2017, em relação a 7,6 bilhões de pessoas.
  • A velocidade média de conexão mobile irá ultrapassar 1 Mpbs em 2014.
  • Os tablets irão superar 10% do tráfego mobile global em 2015.
  • O tráfego mobile a partir de tablets irá superar 1 exabyte por mês em 2017.
  • A velocidade de conexão mobile irá aumentar 7 vezes até 2017. A velocidade média de conexão (526 Kbps) em 2012 irá ultrapassar 3,9 Mbps em 2017.
  • Em 2017, o tráfego mobile mensal irá ultrapassar a marca de 10 exabytes.
  • Em 2017, dois terços do tráfego mobile mundial será por causa dos vídeos – que irão crescer 16 vezes entre 2012 e 2017, representando 66% do tráfego mobile total no final desses 5 anos.
  • Os tablets irão gerar mais tráfego em 2017 do que toda a rede mobile em 2012. A quantidade de tráfego gerado pelos tablets em 2017 (1,3 exabytes por mês) será 1,5 vezes maior do que a quantidade total do tráfego mobile em 2012 (885 petabytes por mês).
  • Os smartphones irão gerar 2,7 Gb de tráfego por mês em 2017, um aumento de 8 vezes em relação aos 342 Mb de tráfego por mês em 2012. O volume de tráfego agregado a partir de smartphones será 19 vezes maior do que hoje em dia.
  • O Oriente Médio e a África terão o maior crescimento do tráfego mobile, seguidos da Ásia e da América Latina.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *